Sociedade

Adalberto Campos Fernandes: O eterno candidato a ministro da Saúde

Há já muitos anos que sempre que surgia um novo Governo, o seu nome era dado como o possível ministro da Saúde. Mas tal nunca aconteceu e várias outras pessoas foram ocupando o lugar. Agora foi de vez e Adalberto Campos Fernandes foi escolhido por António Costa para ser ministro da Saúde no novo Executivo.

DR  

Adalberto Campos Fernandes era até ao momento presidente da Comissão Executiva do SAMS. Antes tinha liderado os conselhos de administração do Hospital de Cascais e o do Hospital de Santa Maria, em Lisboa.

O novo ministro coordenou o programa do PS para a área da Saúde e na altura, numa conferência de imprensa, em agosto, na sede do PS, em Lisboa prometeu "devolver o SNS aos portugueses", nomeadamente às pessoas que, segundo disse, "não podem fazer parte daqueles que gastam [em Saúde] 32 euros diretos em cada 100 - algo nunca visto", numa alusão ao aumento das comparticipações dos cidadãos nos serviços públicos de saúde.

Aliás, na última quarta-feira, dia 18 novembro, Adalberto defendeu a sua tese de doutoramento e o tema escolhido foi exatamente a relação entre o público e o privado, tendo o titulo "A combinação público-privado em saúde: impacto no desempenho no sistema e nos resultados em saúde no contexto português".

Além de gestor hospitalar, Adalberto Campos Fernandes é especialista em Saúde Pública e professor da Escola Nacional de Saúde Pública da Universidade Nova de Lisboa.

catarina.guerreiro@sol.pt