Sociedade

Estância de esqui na Serra da Estrela já tem data de abertura

A estância de esqui da Serra da Estrela abre as pistas no dia 05 de dezembro, este ano com novidades e melhoramentos, disse à agência Lusa o diretor-geral da estância, Carlos Varandas.

 


Segundo aquele responsável, as previsões meteorológicas apontam para queda de neve na quinta-feira, dia 03 de dezembro, mas mesmo que isso não aconteça a estância pretende assegurar a abertura das pistas através da produção de neve de cultura, o que poderá fazer "desde que haja frio".

"Se não houver neve, iremos produzi-la para podermos abrir no mínimo três a quatro pistas, mas as previsões apontam para um pequeno nevão a partir de quinta-feira e, se assim for, poderemos até abrir mais pistas", detalhou.

Carlos Varandas acrescentou que a Turistrela (empresa concessionária do turismo e desportos de inverno na Serra da Estrela, que é proprietária da estância) tem estado a levar a cabo um conjunto de melhorias, num investimento global que rondará os 700 mil euros.

De acordo com o que referiu, foram realizados melhoramentos nos meios mecânicos e continua-se a proceder à colocação de proteções específicas que ajudam a minimizar os efeitos do vento, contribuindo para manter mais tempo a neve nas pistas.

"Investimos também num equipamento novo, que será estreado já no dia 05 [de dezembro] e que é um tapete com 170 metros de comprimento que vem substituir o telesqui de iniciação e que nos aumenta a capacidade em pista, passando de 150 pessoas por hora para 1.200 pessoas por hora", especificou.

A renovação do interior da loja, a abertura de uma segunda loja no topo da estância, a disponibilização de novos materiais de esqui e de snowboard, bem como a instalação de um 'fun-park'  na zona da Torre são outras das novidades apontadas para este ano.

"Passaremos também a ter aulas de esqui a partir dos três anos, o que até aqui só acontecia a partir dos cinco anos", acrescentou.

O investimento na capacitação dos recursos humanos da estância, que durante o inverno dá emprego a cerca de 40 pessoas (chegando às 60 nos fins de semana), foi outro dos aspetos sublinhados.

Segundo referiu, este ano foi contratado um especialista no setor que já foi diretor técnico de várias estâncias de Andorra e que, nos últimos 15 anos, esteve a trabalhar em Bejar.

Esforços que devem contribuir para aumentar a frequência de esquiadores, o que já aconteceu no último ano. Para 2015/2016 a ambição passa por ultrapassar a meta dos 50 mil esquiadores, mais 20 mil do que na época passada.

Lusa/SOL