Sociedade

Vai para o Brasil? Então tenha atenção ao vírus zika

Na época do Natal e do fim do ano, muitos portugueses optam por ‘fugir’ da chuva e do frio e passar uns dias em paragens mais exóticas, nomeadamente o Brasil.

Se for o seu caso, então tenha atenção à epidemia que está a espalhar-se pelo país. A epidemia de zika é transmitida por um mosquito e causa microcefalia, isto é, uma malformação no cérebro que pode provocar deficiências mentais e até mesmo morte nos recém-nascidos, pode ler-se na Renascença.

Os estados de Pernambuco e Sergipe já declararam estado de emergência, tendo em conta a quantidade de casos de microcefalia.

O diretor-geral da Saúde aconselhou as pessoas, especialmente as grávidas, a terem cuidados especiais. “Recomendamos a utilização criteriosa de repelentes e de todas as medidas que visem afastar os mosquitos do contacto com os seres humanos, nomeadamente o uso de vestuário correto, desde meias até calças compridas, redes mosquiteiras e tudo o que possa impedir a picada do mosquito", disse à Renascença.

Francisco George adiantou ainda que estes são cuidados a ter especialmente durante o dia, uma vez que estes mosquitos são essencialmente diurnos.

Ainda que já tenham aparecido casos de zika no México e em África, o diretor-geral da Saúde garantiu que não existe qualquer risco para Portugal. “Em Portugal, no continente, não temos esse tipo de mosquito, nomeadamente o 'aedes aegypti', pelo que não é aceitável admitir que o vírus possa vir a existir em Portugal continental”.