Politica

Presidenciais vão ter mais de 20 debates na TV

A RTP vai passar em canal aberto todos os debates entre os candidatos às eleições presidenciais de 24 de janeiro que lhe foram atribuídos. Os frente-a-frente entre os candidatos a Belém serão todos transmitidos entre os dia 1 e 9 de janeiro, distribuídos pelos três canais de televisão - RTP, SIC e TVI.

Além destes confrontos haverá ainda um único debate entre todos os candidatos, cuja transmissão caberá à RTP em sinal aberto no dia 19 de janeiro, já mesmo na reta final da campanha.

No sorteio realizado pelos três canais de televisão, RTP, SIC  e TVI, os debates entre os candidatos considerados mais fortes  - Marcelo Rebelo de Sousa, Maria de Belém e Sampaio da Nóvoa - ficaram guardados para os últimos dias antes da campanha oficial arrancar e os três serão transmitidos em canal aberto.

Assim, a SIC conduzirá o debate entre o professor Marcelo e o ex-reitor Sampaio da Nóvoa no dia 7 de janeiro; a RTP emitirá o frente-a-frente entre Marcelo Rebelo de Sousa e Maria de Belém no dia 8 de janeiro; e, finalmente, a TVI irá transmitir o debate entre Maria de Belém e Sampaio da Nóvoa no dia 9 de janeiro.

O plano acordado entre a RTP, a SIC e a TVI, e apresentado às candidaturas, passa pela emissão de frente-a-frente entre todos os candidatos que formalizem as suas candidaturas junto do Tribunal Constitucional (TC) - sete ou oito, previsivelmente, o que dará entre 21 e 28 debates, mais o que reunirá todos.


Três debates por dia

Tendo em conta o elevado número de debates e como a campanha oficial arranca a 10 de janeiro, tal obrigará a que entre os dias 1 e 6 passem três debates por dia.

Assim sendo, a RTP emitirá todos os dias em canal aberto um debate, por volta das 21h, enquanto a SIC e a TVI emitirão nesse mesmo período todos os dias um debate em horários diferentes mas nos respetivos canais por cabo.

Para assegurar uma cobertura tão alargada quanto possível, todos os canais de televisão acordaram em ceder as imagens para que as outras estações de televisão possam fazer resumos alargados dos debates nos seus telejornais.

Ao que o SOL apurou junto da candidatura de Marcelo Rebelo de Sousa, o ex-líder do PSD já deu ‘luz verde’ ao plano que lhe foi apresentado e está disponível para debater com todos os candidatos que formalizem as candidaturas junto do TC. 

A mesma posição é, aliás, assumida por Maria de Belém que, de acordo com fonte da sua candidatura, “entende que o debate é uma peça essencial à construção das ideias dos cidadãos” e, por essa razão, está disponível para confrontar os outros candidatos nos termos em que os meios de comunicação social proponham e que “tenham a aceitação da maioria dos candidatos”.

E também Sampaio da Nóvoa mostra igual abertura: “Não será esta candidatura a levantar obstáculos aos debates propostos”, assegura fonte da candidatura.

Até ao momento, as estações de televisão estão a contar com sete candidatos: Marcelo Rebelo de Sousa, Maria de Belém, Sampaio da Nóvoa, Edgar Silva, Marisa Matias, Henrique Neto e Paulo Morais. A confirmar-se este número, serão 21 os frente-a-frente nas eleições presidenciais.

sofia.rainho@sol.pt