Desporto

Contratos Meo e Nos: Benfica ganha mais e Sporting menos

Pegámos nos contratos que Benfica, FC Porto e Sporting fizeram com as operadoras, Nos e Meo, e escalpelizámos os números.

O maior número pode não querer dizer que seja o mais vantajoso. A Nos antecipou-se à concorrência e assinou contrato com o Benfica. Num valor de 400 milhões é o mais baixo no total, mas arranca já em 2016 (os de FC Porto e Sporting começam em 2018) e apenas inclui os direitos de televisão dos jogos na Luz e a distribuição da BTV, deixando de fora o patrocínio das camisolas (fechado por três épocas com a Emirates) e a publicidade no estádio.

O FC Porto, o único dos grandes a assinar com a Meo, prevê no acordo o patrocínio nas camisolas, cedendo ainda os direitos da distribuição do Porto Canal e a gestão da publicidade no Dragão. O Sporting fechou com a Nos um vínculo semelhante ao do FC Porto com a Meo, diferenciando-se na revisão do contrato com a PPTV, de Joaquim Oliveira, para chegar aos 515 milhões.