Economia

Renault alvo de buscas por suspeitas de fraude na emissão de poluentes

Várias instalações da Renault em França foram alvo de buscas na semana passada, as quais poderão estar relacionadas com o escândalo da emissão de gases poluentes que atingiu a Volkswagen, revela a agência noticiosa AFP.

Depois desta notícia, as ações da Renault estão a cair mais de 20%.

A visita às instalações da Renault por elementos da DGCCRF (Direção Geral da Concorrência, do Consumo e Repressão de Fraudes) aconteceram há precisamente uma semana, segundo informaram fontes sindicais à AFP. Vários computadores terão sido apreendidos.

As buscas ocorreram no centro de engenharia de Lardy, o centro tecnológico de Guyancourt (Yvelines), as instalações de Plessis-Robinson e a fábrica de Boulogne-Billancourt (Hauts-de-Seine).

Várias marcas automóveis ficaram sob suspeita após o escândalo da Volkswagen, que rebentou a 18 de setembro do ano passado, quando se percebeu que o gigante alemão instalara um programa informático nos motores EA 189, usado em modelos a gasóleo da VW e da Audi, que ocultavam ocultavam os valores reais de poluição gerados por esses motores.