Vida

Menino de 11 anos suicida-se após alegados maus tratos na escola

Um menino espanhol de 11 anos, decidiu pôr termo à vida após alegadamente ter sido vítima de bullying, revela o ‘El Mundo’.

O caso ocorreu em outubro do ano passado, mas o jornal espanhol revelou na quarta-feira a carta que a criança escreveu a pedir desculpa aos pais e a justificar o seu ato.

"Papá, mamã... espero que algum dia me possam odiar um pouco menos. Eu não aguento mais ir ao colégio e não há outra maneira de não ir (…) Papá, tu ensinaste-me a ser uma boa pessoa e a cumprir promessas (...). Mamã, tu cuidaste muito de mim e levaste-me a muitos sítios (...) Tata (irmã), aguentaste muitas coisas por mim e pelo papá. Avô, tu sempre foste muito generoso e preocupaste-te comigo", lê-se na carta escrita por Diego.

Apesar de a criança dizer na carta que não querer ir à escola e de existirem denúncias de outros pais, a polícia descarta a hipótese de bullying. O caso foi arquivado, mas os pais de Diego não se conformam e exigem que o colégio Nossa Senhora dos Anjos, no bairro madrileno de Villaverde, seja investigado.

No início do ano passado, a criança esteve afónica durante quatro meses e os médicos suspeitaram de abusos físicos. A mãe atribui a culpa ao estabelecimento de ensino e, durante o velório do menino, um perito forense recolheu indícios que apontam para a hipótese de abuso sexual.

Mais casos suspeitos na mesma escola

Em 2010, outra menina suicidou-se. A criança também era aluna do colégio Nossa Senhora dos Anjos, onde Diego estudava.

Na altura, a menina escreveu no sue diário que era agredida e que os professores aprovavam estes atos de violência – “diziam que isso me fazia mas forte”, escreveu.