Economia

Monte Carlo: Ronaldo compra hotel por 140 milhões

     

Cristiano Ronaldo é um dos futebolistas mais bem pagos do mundo ou não fosse ele um dos melhores jogadores. Mas nem só dentro das quatro linhas soma sucessos. O craque português comprou um hotel no Mónaco, na zona de Monte Carlo, conhecida pelo luxo e glamour, por 140 milhões de euros.

Um investimento que representa uma nova aposta do jogador do Real Madrid na área do imobiliário. De acordo com um comunicado citado pela EFE, o negócio foi fechado na semana passada e contou com a colaboração da promotora de Donald Trump, Proto Group.

Recentemente, CR7 apostou num outro negócio, também relacionado com a atividade imobiliária. O craque português fez uma parceria com o grupo Pestana. Ronaldo passa a ser sócio e também a imagem do grupo. Este projeto com o grupo prevê a abertura de quatro hotéis, no Funchal – terra natal do jogador –, Madrid, Nova Iorque e ainda Lisboa. O investimento é de cerca de 70 milhões de euros.

Os quatro hotéis anunciados, que terão o selo de CR7, são para o jogador o realizar de um sonho antigo. “Sempre tive o sonho de ter um hotel. Proporcionou-se de forma natural”, confessou o jogador do Real Madrid durante a apresentação do projeto.

O primeiro a abrir localizar-se-á na terra natal do jogador e também do grupo hoteleiro. A estreia no Funchal, Madeira, está prevista já para este verão, na zona do porto de cruzeiros. Depois, a marca vai chegar a Lisboa, para onde está prevista a inauguração durante o terceiro trimestre do ano. A isto segue-se a internacionalização. Na agenda estão as aberturas em Madrid e Nova Iorque, já para 2017. No total, este investimento representa cerca de 500 quartos, sendo que uma futura expansão não foi posta de parte pelo grupo. 

Mas nem só os hotéis têm merecido a atenção de CR7. A estes negócios soma-se ainda um outro investimento, feito em agosto de 2015, quando Ronaldo comprou o último andar no centro de Nova Iorque, na Trump Tower, por 16 milhões de euros.

Em 2015, muito se falou ainda de um investimento de dois milhões num apartamento em Lisboa.