Internacional

Primeiro-ministro da Finlândia já não vai acolher refugiados

O primeiro-ministro finlandês, Juha Sipila, tinha prometido acolher refugiados na sua casa de campo, mas mudou de ideias, alegando razões de segurança.

“O primeiro-ministro decidiu que, nesta fase, ninguém será colocado na sua residência de Kempele”, disse o chefe da segurança governamental, Jari Ylitalo.

A imprensa finlandesa avança recear-se que a casa fique demasiado exposta, tornando-se assim alvo de manifestações contra a chegada dos refugiados, uma vez que as manifestações anti-imigração têm aumentado no país. Sipila garante que a promessa continua de pé, mas não para já.