Internacional

Zika. Vírus detetado em urina e saliva

A descoberta não significa que o vírus possa ser facilmente transmitido através desses fluidos corporais.

A Fiocruz, Fundação Oswaldo Cruz, anunciou hoje que o vírus zika foi encontrado ativo em amostras de saliva e urina.

O fato de o vírus estar presente nesses fluidos corporais "não significa que exista capacidade de transmissão através da saliva e da urina", explicou Paulo Gadelha, presidente da Fiocruz. "Mas ainda são necessários uma série de exames para clarificar a questão", acrescentou.

A descoberta, segundo a Fiocruz, foi feita através da análise a amostras de dois pacientes que apresentam sintomas compatíveis com os do vírus zika.

Gadelha alertou para que haja cuidados especiais com as grávidas enquanto o caso está a ser estudado.