Internacional

Polícia usa gás lacrimogéneo para afastar refugiados na fronteira da Macedónia

São milhares os refugiados presos na fronteira da Macedónia que tentam entrar no país.

AP  

No sábado, as autoridades abriram a fronteira para deixar entrar um pequeno número de refugiados mas as fronteiras voltaram a ser fechadas pouco depois.

Hoje, cerca de 300 refugiados iraquianos e sírios tentaram forçar a passagem na fronteira entre a Grécia e a Macedónia, num protesto contra a diminuição do número de refugiados que estão autorizados a entrar no país.

Os refugiados conseguiram arrancar parte de uma barreira com arame farpado, o que levou as autoridades a responderem com o uso de gás lacrimogéneo.

Segundo a organização Médicos do Mundo, a ação policial levou a que pelo menos 30 pessoas tivessem que ser assistidas, entre elas, várias crianças.

As restrições dos países dos Balcãs para a entrada de refugiados são cada vez maiores. Consequentemente, o número de refugiados "presos" nas fronteiras tem aumentado.

Para a Organização das Nações Unidas, as barreiras contra os refugiados são "uma crueldade e um engano".