Economia

Fitch baixa perspetiva da dívida portuguesa

      

A Fitch baixou, esta sexta-feira, a perspetiva da dívida portuguesa de "positivo" para "estável". Ainda assim, a agência de notação financeira manteve o “rating” em "BB+", isto é, "lixo".

Para justificar esta revisão, a Fitch refere a estimativa de um défice de 4,2% do PIB no ano passado, em vez dos 2,7% inicialmente esperados.

"Excluindo os 2,2 mil milhões de euros de resgate ao Banif acordados em Dezembro passado, o défice público poderá ficar acima de 3%. Perante isto, o país não sairá do Procedimento por Défices Excessivos esta Primavera, como estava originalmente estipulado", adiantou a agência, num relatório divulgado hoje e citado pelo Negócios.

A Fitch afirma também que "os planos do Governo para uma redução do défice orçamental em 2016 estão igualmente em risco".

A Fitch destaca o "otimismo" relativamente à previsão de um défice de 2,2% do PIB, uma vez que a agência espera 2,8%.

Denota-se ainda alguma preocupação relativamente à maioria parlamentar. "A necessidade de implementar medidas de austeridade adicionais em 2016, ou no Orçamento para 2017, poderá constituir um ponto de rutura para a coligação", lê-se no relatório.