LifeStyle

7 dicas para estudar melhor

O El País elaborou uma lista com sete truques e estratégias para salvar o semestre, e o SOL adapta-a:

Bloqueie todas as notificações online – Os computadores e os tablets são aliados de peso no estudo, mas também um sério motivo de distracção. Isto devido aos constantes alertas de novas mensagens de email, de Facebook ou de outros meios. E sem mencionar sequer os smartphones, com as suas SMS e o whatsapp. Aqui, há que ser drástico e desligar todas as notificações. Isto pode ser feito manualmente ou com recurso a aplicações como o Ommwriter, que bloqueia os alertas, ocupa todo o ecrã reduzindo as distracções e produz um som de fundo harmonioso e convidativo ao estudo, como o de uma biblioteca.

Elabore um calendário de estudo – Planear é fundamental, e ferramentas como o Google Calendar e o Sunrise ajudam a elaborar um calendário de estudo. O ideal é visualizar o plano num formato mensal, para ter uma melhor noção do tempo disponível. Para além de marcar os dias dos exames e os dias em que não vai ser de todo possível estudar, o El País recomenda que se divida o dia de estudo em dois blocos, um de manhã e outro de tarde (ou noite). E não vale a pena planear mentalmente – só observando o calendário no papel (ou melhor, no ecrã) é que se cria um verdadeiro compromisso.

Criar mapas conceptuais online – É uma óptima forma de sistematizar a aprendizagem e distinguir o trigo do joio. Porquê online? Porque vários estudos demonstram que uma das melhores formas de consolidar os conhecimentos é ter de os explicar a outrem. Faça os seus resumos e partilhe-os com os colegas. Pelo menos, com aqueles com que simpatiza.

Recorra a fóruns online, ou crie-os você mesmo – Acompanhar o que os outros estão a estudar é uma óptima forma de perceber se lhe está a escapar alguma parte da matéria, e de desfazer algum equívoco. E se os colegas que tem à mão não conseguem responder a uma pergunta difícil, é aqui que poderá encontrar a resposta. Hoje em dia, a maior parte das universidades dispõe de fóruns online para este fim. Mas há outros locais onde poderá encontrar ou criar fóruns: no Wikispaces, na blogosfera ou em grupos próprios do Facebook.

Aprofunde a matéria com pesquisa própria – Se tiver tempo e capacidade para tal, não se limite ao guião de estudo e à bibliografia oficial. Pesquise teses e ensaios de outros autores. Poderá fazê-lo na biblioteca da universidade, ou recorrendo a ferramentas como o Google Académico.

Teste-se – Simule um exame a partir de enunciados dos anos anteriores. De preferência, dentro do tempo habitual do teste. Estará menos nervoso quando for a sério.

Represente o texto com gráficos – É mais fácil apreender uma cronologia ou gráfico do que uma gigantesca mancha de texto. Tente transformar as partes mais importantes do manual em conjuntos de gráficos. Para elaborar cronologias multimédia, esta é uma boa aplicação. Não só facilitará a vida quando chegar a hora das revisões finais, como o próprio processo de elaboração dos gráficos é um óptimo método de estudo.