Desporto

Fórmula 1 arranca hoje com novo formato

Hoje começa oficialmente a temporada de Fórmula 1 de 2016 com o primeiro grande evento do ano, o Grande Prémio da Austrália em Melbourne (a 20.ª edição), um local onde muitos dos grandes pilotos começaram. Depois dos treinos e das qualificações tempo para “uma das melhores corridas do ano”, disse o piloto bicampeão da McLaren Fernando Alonso à BBC. E este ano será tudo mais longo. Ao todo são 21 provas para disputar.

No entanto a pré-temporada foi mais curta. As várias equipas não tiveram os 12 dias de testes de inverno em Barcelona como na época anterior, mas apenas oito. “Não ajuda só termos oito dias e termos falhado dois, mas estamos a tentar apanhar o ritmo” disse na altura o piloto francês Romain Grosjean da equipa estreante Haas, citado pela AutoSport.

Mas neste início muito esperado pelos adeptos da modalidade, já estarão em vigor as regras de um novo formato de qualificação, que têm gerado controvérsia no mundo da F1 apesar da aprovação do Conselho Mundial da Federação Internacional de Automobilismo. Continua tudo dividido entre quatro fases a eliminar (Q1, Q2 e Q3), mas o tempo encurta e o piloto mais lento sai da disputa - é eliminado a cada noventa segundos da segunda parte das sessões. Só dois ficaram no final para disputar a pole position.

Mas chega de regras vamos aos candidatos mais fortes para esta temporada. Para já o campeão inglês em título da Mercedes Lewis Hamilton continua na melhor posição, dominando os treinos livres, marcado pelas más condições meteorológicas. Tanto de manhã, como de tarde, Hamilton foi o mais veloz. No primeiro fez 1.29.725 minutos e no segundo 1.38.841 minutos, ficando à frente de outros possíveis candidatos como o piloto finlandês Kimi Raikkonen e o alemão Sebastian Vettel, ambos da Ferrari. Nico Rosberg, que partilha a mesma marca que Lewis, não teve nem o mesmo desempenho nem a mesma sorte:  teve um acidente na segunda sessão de treinos.

Quem também se vai estrear é Portugal, mas nas motos. Como? Pelas mãos de Miguel Oliveira que se estreia na prova inaugural do Campeonato do Mundo de Moto GP no Qatar, com a primeira corrida de Moto2. O jovem piloto de Almada da equipa Leopard Racing vai entrar na primeira de 18 corridas previstas no calendário. “Será certamente um processo de descoberta e de aprendizagem” disse Miguel Oliveira em comunicado de imprensa. Vamos a isso.