Desporto

Humilhações públicas no futebol

As divisões políticas e sociais na Europa com a crise dos refugiados parecem estar a ter eco no futebol. Adeptos holandeses do PSV humilharam mendigos na Plaza Mayor em Madrid na passada terça-feira, anteontem foram os adeptos do Sparta de Praga em Roma, que urinaram para cima de uma mendiga. Tudo durante as competições europeias.


O PSV foi eliminado pelo Atlético de Madrid nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões nas grandes penalidades, mas horas antes do jogo, o ambiente não era tanto de derrota mas sim de festa. Enquanto algumas mulheres apanhavam moedas do chão que os adeptos holandeses atiravam, estes ficaram especados a olhar, rindo-se. Vários políticos espanhóis indignaram-se com o episódio e o presidente do clube Toon Gerbrands já veio condenar os actos.

O Sparta de Praga ultrapassou a Lazio com uma vitória por 3-0, mas em Itália os festejos foram outros, com um tom humilhante. Um fã simulou que estava a urinar para cima de uma pedinte e outro chegou mesmo a fazê-lo. Foi o segundo caso em dois dias.

O espectáculo costuma ser dentro do campo. Este foi fora, e com muito poucas razões para o celebrar.

jose.capucho@sol.pt