Politica

Plano de Costa debatido quase no final do prazo

O Plano Nacional de Reformas já tem data marcada para a sua discussão final no Parlamento. O debate será feito no dia 27 de abril, apenas três dias antes do prazo limite para a sua entrega à Comissão Europeia e já depois do dia 15, altura em que a maior parte dos países entrega este documento em Bruxelas para começar a ser avaliado.


A Assembleia da República decidiu hoje também em Conferência de Líderes que haverá seis debates temáticos no Parlamento sobre o Plano Nacional de Reformas em torno dos pilares ontem definidos por António Costa numa apresentação do "processo de elaboração" do documento feita no Centro de Congressos de Lisboa.

11 mil milhões para cinco anos de reformas

Nessa apresentação, o primeiro-ministro definiu a qualificação das pessoas, a inovação nas empresas, a modernização do Estado, o Território e a coesão social como pilares prioritários em torno dos quais se deverão desenvolver soluções para resolver os problemas estruturais do país em cada uma destas áreas.

Segundo o ministro do Planeamento e infraestruturas, Pedro Marques, este plano deverá envolver o investimento de cerca de 11 mil milhões de euros nos próximos cinco anos.

O primeiro debate sobre o Plano Nacional de Reformas faz-se já está tarde no debate quinzenal com o primeiro-ministro no Parlamento.

Amanhã, como anunciou já António Costa, será a vez de o Governo ouvir os contributos dos parceiros sociais para o Plano Nacional de Reformas.