Politica

Cavaco já tomou posse como Conselheiro de Estado

Cavaco Silva tomou hoje posse como Conselheiro de Estado. A cerimónia marcou o regresso do ex-Presidente da República a Belém, de onde saiu a 9 de março, dia em que Marcelo Rebelo de Sousa tomou posse. À entrada da Sala das Bicas, Cavaco foi cumprimentado com sorrisos e apertos de mão calorosos por alguns funcionários da Presidência, nomeadamente os responsáveis pela organização da tomada de posse. 

Mas o ex-Presidente, que tem lugar por inerência no órgão consultivo de Marcelo, não foi o único a tomar posse hoje. Lobo Xavier, António Guterres, Eduardo Lourenço, Marques Mendes e Leonor Beleza, que chegam ao Conselho de Estado a convite de Marcelo, também assinaram o auto de tomada de posse, numa cerimónia seguida pelos outros conselheiros. Vasco Cordeiro, presidente do governo dos Açores, Mário Soares e Jorge Sampaio foram os ausentes. 

A cerimónia ficou marcada por alguns pequenos "incidentes". Leonor Beleza, por exemplo, assinou o auto com uma caneta emprestada por Marques Mendes. Já Lobo Xavier esqueceu-se de ler a declaração de compromisso de honra antes de assinar os dois livros. Marcelo, atento, e entre dentes, lembrou ao responsável pelo protocolo  que era preciso ler o compromisso de honra. Tudo com a maior das naturalidades e até mesmo com um sorriso nos lábios. 

O Conselho de Estado reúne hoje pela primeira vez. E será dividido em duas fases. A primeira terá Mário Draghi, presidente do Banco Central Europeu, como convidado. O governador do Banco de Portugal, Carlos Costa, irá também seguir a reunião do órgão consultivo do Presidente. Depois, os conselheiros, já sem os convidados presentes, irão pronunciar-se sobre o Programa Nacional de Reformas que está a ser fechado pelo governo. 

No final haverá um comunicado. Não estão previstas declarações à imprensa. 

Ao que tudo indica, o encontro semanal entre Marcelo e António Costa será adiado, em virtude do trabalho desta tarde que promete se estender até ao cair da noite.