Vida

Bárbara Guimarães: “Não devia ter estado tanto tempo em silêncio”

Bárbara Guimarães deu uma entrevista à revista da apresentadora Cristina Ferreira e falou sobre o caso de violência doméstica que viveu.


"É muito importante que as mulheres falem, que não se submetam ao silêncio (…) É importante que falem com as amigas, que falem com quem está ao redor. É importante que falem sobre aquilo que as magoa", afirmou.

Cristina Ferreira perguntou-lhe se tinha ficado demasiado tempo calada: "Fiquei. [pausa] Bastante. Não deveria ter estado tanto tempo em silêncio", revelou a apresentadora de 42 anos.

Bárbara Guimarães explicou também que encontrou apoio nos seus amigos e colegas de trabalho: "O importante no meio disto tudo é perceber-se que, qualquer que seja a situação, não podemos guardar aquilo que nos dói. Não podemos, não devemos. Os amigos estão aí para isso".

No entanto, a apresentadora afirma que a luta contra a violência doméstica é muitas vezes feita sozinha, tornando-se uma batalha “muito, muito solitária” - "há momentos em que se tem de sofrer sozinha".

"Os lutos interiores são importantes. Se não fizermos os nossos lutos, tornamo-nos pessoas angustiadas, ressabiadas, perturbadas... Eu faço lutos de muitas coisas... Até de pequenas coisas... Até porque só assim é que as dores ficam para trás", confidenciou Bárbara Guimarães.

Os comentários estão desactivados.