Politica

“Naturalmente respeito e aceito” a demissão de João Soares, diz Costa

O primeiro-ministro António Costa aceitou esta sexta-feira a demissão do ministro da Cultura João Soares, na sequência do caso das “bofetadas” com que ameaçou dois críticos do jornal Público.

 “Naturalmente respeito a e aceito a avaliação que ele fez das condições que tinha para prosseguir no início destas funções, que naturalmente aceitei o seu pedido de demissão”, disse António Costa.

O primeiro-ministro garantiu ainda que esta é uma decisão “exclusiva do ministro da Cultura”.

“Queria agradecer toda a colaboração que ele deu, a energia, o empenho que colocou e nos próximos dias entregarei ao Presidente da República o nome de uma personalidade que substitua João Soares”, acrescentou.

Recorde-se que João Soares pediu hoje a demissão do cargo de ministro da Cultura na sequência do caso das “bofetadas”, dizendo que não quer prescindir do seu direito à opinião e liberdade de expressão.

"Torno público que apresentei esta manhã ao senhor primeiro-ministro, António Costa, a minha demissão do XXI Governo Constitucional. Faço-o por razões que têm a ver com a minha profunda solidariedade com o Governo e o primeiro-ministro, e o seu projeto político de esquerda", revelou esta sexta-feira, num comunicado enviado à Lusa.

“Demito-me também por razões que têm a ver com o meu respeito pelos valores da liberdade. Não aceito prescindir do direito à expressão da opinião e palavra", lê-se no documento.