Economia

Abreu Advogados contesta a notícia do i sobre Panama Papers

A sociedade de advogados Abreu reagiu à notícia publicada hoje no i sobre os Panama Papers, rejeitando a associação ao caso e garantido que não tem “qualquer interesse” naquele país.

Numa declaração formal, a Abreu começa por contestar a capa do jornal, que “estabelece uma associação absolutamente falsa e caluniosa entre a Abreu Advogados e o assunto conhecido por Panamá Papers”.

Por outro lado, a sociedade de advogados garante que “não intermedeia negócios, presta exclusivamente assessoria jurídica e legal aos seus clientes, cumprindo escrupulosamente todas as suas obrigações profissionais e deontológicas”.

A Abreu Advogados indica que “nunca teve nem tem qualquer interesse no Panamá” e que, sendo uma sociedade de advogados “independente e socialmente responsável”, cumpre “escrupulosamente todas as suas obrigações fiscais perante o estado português”.

“Enquanto membro activo da comunidade, a Abreu Advogados age de modo socialmente responsável e desenvolve uma política de sustentabilidade. Defendendo que a sua actividade deve ser conduzida com transparência, proporcionando aos clientes serviços jurídicos em conformidade com os mais elevados padrões éticos e de qualidade”, refere.