Cultura

José Eduardo Agualusa na fase final do Man Booker International Prize

Depois de, a 10 de março, terem sido anunciados os 13 finalistas deste prémio – resultantes de 155 candidaturas -, a Fundação Booker Prize apresentou agora a lista do seis nomes que continuam na corrida para receberem um dos mais disputados prémios literários do mundo, que distingue com 50 mil libras o autor e o tradutor do melhor livro estrangeiro traduzido para inglês.

Agualusa é agora o único escritor lusófono na lista, depois do brasileiro Raduan Nassar ter ficado pelo caminho. Na lista final constam ainda Elena Ferrante (Itália), Han Kang (Coreia do Sul), do dissidente Yan Lianke (China), Orhan Pamuk (Turquia) e Robert Seethaler (Áustria).

O escritor angolano foi selecionado pelo romance “Teoria Geral do Esquecimento” (traduzido para o inglês por Daniel Hahn, sob o título “General Theory of Oblivion”, um livro sobre o racismo e o medo que conta a história de uma mulher portuguesa que, na véspera da independência de Angola, se isola do mundo. A Fundação Booker Prize considera esta obra “um retrato único de uma sociedade".

É a primeira vez que um autor angolano está nomeado para o Man Booker International Prize. No entanto, no passado, o mesmo José Eduardo Agualusa venceu a distinção para melhor obra de ficção estrangeira independente, que era entregue anualmente até ao ano passado, altura em que este prémio se uniu com o Man Booker International Prize.