Sociedade

ASAE detetou irregularidades em 12 dos 36 parques infantis fiscalizados

A ASAE fiscalizou nos três primeiros meses do ano 36 espaços de jogo e recreio, onde se incluem os chamados parques infantis, e detetou diversas infrações. Segundo um comunicado emitido hoje, um terço dos espaços apresentavam problemas que levaram à instauração de processos de contraordenação. A falta de manutenção, a inexistência de informações úteis e o solo inapropriado são os mais relevantes.

“Como resultado das ações, realizadas a nível nacional, foram fiscalizados 36 espaços de jogos e recreio tendo sido instaurados 12 processos de contraordenação, destacando-se como principais infrações a inexistência ou insuficiência das informações úteis, a não manutenção dos equipamentos e superfícies de impacte, irregularidades relativas ao livro de manutenção do espaço e a falta de manutenção regular dos equipamentos”, refere a nota.

Em 2015 foram analisados 177 parques

No ano passado a ASAE fiscalizou 177 espaços deste tipo, tendo sido instaurados na altura 71 processos de contraordenação, que atualmente “correm os seus trâmites legais”.