Cultura

Hoje é dia de AC/DC

Foi apenas poucas horas antes de os Guns’n’Roses, em modo reunião com Slash e Axl Rose no mesmo palco sem se matarem, subirem ao palco do festival de Coachella que os AC/DC anunciaram que Axl Rose seria o novo vocalista da banda. A mudança deveu-se aos problemas de saúde que Brian Johnson enfrenta nas suas cordas vocais. Como se a polémica não fosse pouca, Angus Young, líder da banda australiana, decide subir a palco com os Guns’n’Roses e tocar duas faixas dos AC/DC para ensaiar o que aí vem. Ensaio sério esse, mas não menos sério que o primeiro concerto de AC/DC com Axl Rose ao leme da voz, e que acontece hoje no Passeio Marítimo de Algés, a partir das 19h30.


Rock or Bust World Tour é o nome da digressão que agora inicia a sua sexta fase. Termina dia 12 de junho em Aarhus, Dinamarca, e tem passagens por Viena, Praga, Hamburgo, Londres, Manchester, entre outras. A primeira parte de todos os concertos vai ser feita por Tyler Bryant & The Shakedown, banda de Nashville, Tennessee, que aquece o público antes do início do prato forte. Diga-se também que a abertura de portas se dá às 15h, ou seja, não lhe vai faltar tempo para correr até à primeira fila.

É com o décimo sétimo disco, Rock or Bust, editado em novembro de 2014, que a banda australiana se apresentam em Portugal. Concerto que já deu água pela barba à promotora Everything Is New, que fez questão de dar a possibilidade aos fãs que já tinham comprado o seu bilhete de obterem reembolso, no caso de irem pouco à bola com esta nova versão dos AC/DC, igual a dizer que de Axl Rose gostam pouco. A promotora estabeleceu uma data-limite para se requerer o reembolso e depois disso disponibilizou esses bilhetes a novos possíveis compradores. Como consequência disso, um concerto que estava esgotado deixou de estar – ainda há bilhetes. Ou seja, Portugal é um lugar de ultras de AC/DC, que só lá iam com Brian Johnson.

E neste jogo da cadeira teremos de esperar por mais logo para perceber no que deu esta troca. Diríamos, à partida, que do lado de Brian Johnson está a velha guarda, aqueles cuja música que menos gostam dos AC/DC é ‘Thunderstruck’. A questão é que mesmo quem não gosta particularmente de AC/DC, ou de Guns’n’Roses, até o radical que diz que Rose não canta desde que andou em digressão com o primeiro disco, ‘Appetite for Destruction’, está curioso para ver o que sai de Rose a cantar ‘Highway to Hell’. Nós incluídos.