Sociedade

Panama Papers: vai ser divulgada segunda nova lista com 100 mil entidades

O conjunto de documentos provém da empresa de advogados panamiana Mossack Fonseca.

O Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação (ICIJ) divulga, esta segunda-feira, uma nova lista de 100 mil entidades com contas em paraísos fiscais.

"Quando os dados forem divulgados, os utilizadores vão poder pesquisar e visualizar as redes à volta de milhares de entidades offshore, incluindo, quando for possível, os registos internos da Mossack Fonseca sobre o verdadeiro dono da empresa", diz o comunicado.

No entanto, esta lista não vai divulgar dados pessoais como emails ou números de telefone. Também não vai incluir registos de contas bancárias nem transações financeiras passaportes e números de telefone, porque "a informação limitada e selecionada está a ser publicada por interesse público".

A investigação está a ser feita por uma centena de jornais em todo o mundo a 11,5 milhões de documentos, que revelaram bens em paraísos fiscais de 140 responsáveis políticos ou personalidades públicas.

O conjunto de documentos provém da empresa de advogados panamiana Mossack Fonseca.

Segundo o Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação, que reuniu para este trabalho 370 jornalistas de mais de 70 países, mais de 214.000 entidades 'offshore' estão envolvidas em operações financeiras em mais de 200 países e territórios em todo o mundo.