Cultura

Estátua de Hitler vendida em leilão por 17,2 milhões de dólares

Uma estátua de Hitler foi vendida, num leilão em Nova Iorque, por 17,2 milhões de dólares (cerca de 15 milhões de euros).

Mary Altaffer/AP
Mary Altaffer/AP

A escultura de cera, intitulada “Ele”, foi um recorde para o autor da peça, o artista italiano Maurizio Cattelan, cujo anterior recorde foi de 7,9 milhões de dólares, lê-se no Independent.

Estimava-se que esta estátua, leiloada pela Christie's, ficasse entre os 10 e os 15 milhões de euros.

Em "Ele", Hitler é representado de joelhos e com as mãos cruzadas. A estátua vista de trás aparenta ser de uma criança, ainda que o rosto do ditador seja contrastante, com ar desconfiado e duro.

“Hitler é puro medo; é uma imagem de uma dor terrível. Até dói só de pronunciar o seu nome. Ainda assim, é um nome que tomou conta da minha memória, vive no meu pensamento, ainda que continue a ser um tabu”, afirmou Maurizio Cattelan sobre a escultura, que ficou terminada em 2001. “Hitler está em todo o lado, é um espectro que assombra a história; e ainda assim, não é mencionável, é irreprodutível e está envolvido num manto de silêncio”, acrescenta o artista.

A escultura causou polémica quando foi exposta no antigo gueto de Varsóvia, local onde milhares de judeus foram mortos na II Guerra Mundial, durante a invasão nazi da Polónia.