Economia

Portugal tem o dobro dos multibancos face à média europeia

Apesar da tendência de encerramento de balcões e de caixas automáticos (ATM) nos últimos anos, Portugal continua a ser o país da Zona Euro euro com mais multibancos por mil habitantes, segundo dados revelados hoje pelo Banco de Portugal (BdP).

No final de 2015, existiam 13.919 caixas automáticos no país, menos 125 do que no final de 2009. Ainda assim, Portugal ocupa o primeiro lugar no ranking europeu. No final de 2014, existiam 1,36 multibancos por mil habitantes, quando a média dos países da área do euro é de 0,67.

Segundo o estudo do BdP, os caixas automáticos são o principal meio de distribuição de notas pelo público em Portugal. A rede Multibanco representa 90,2% total de ATM em Portugal – os restantes pertencem às redes internas dos bancos, que apenas estão disponíveis para uso exclusivo dos clientes de cada banco.

Desde 2013 que os levantamentos em ATM têm aumentado. Atingiram em 2015 o volume mais elevado dos últimos anos, com 1800,1 milhões de notas levantadas nos terminais.

As notas de 10 e 20 euros são as mais disponibilizadas, tendo representado em 2015 cerca de 95,5% do total de notas levantadas. “Estas denominações têm ganho cada vez mais relevância na estrutura de levantamentos, ao contrário da nota de 5 euros que, desde 2009, perdeu relevância nos levantamentos (-5,5 pontos percentuais). A presença da nota de 50 euros tem sido pouco significativa”, explica o BdP.