Economia

Desemprego cresce para 12,4% nos primeiros meses do ano

Os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) confirmam o cenário apontado pelos indicadores. 

Desemprego cresce para 12,4% nos primeiros meses do ano

O desemprego cresceu para os 12,4% nos primeiros três meses deste ano.

Os dados foram divulgados esta manhã pelo INE e mostram que o primeiro trimestre acabou com um crescimento de 0,2 pontos percentuais na percentagem de portugueses que não têm trabalho (face ao final do ano passado). Um crescimento do número de desempregados em Portugal que inverte a tendência dos últimos dois anos.

Mas nem tudo são más notícias. O número de desempregados entre os 15 e os 24 anos diminuiu e o desemprego de longa duração também apresenta caiu para os 7,4% no primeiro trimestre do ano.

Portugal: o país com uma das taxas de desemprego mais elevadas da OCDE

Em fevereiro deste ano, várias notícias davam conta de que a taxa de desemprego nos países da OCDE, em 2015, tinha terminado em 6,8%, menos 0,6 pontos percentuais do que em 2014 e que se traduz num total de 41,4 milhões de desempregados.

Já na zona euro caiu para 10,9%, menos 0,7 pontos percentuais do que em 2014. Portugal foi apontado como sendo o segundo país com mais desempregados da OCDE. O primeiro lugar cabe a Espanha com 22,1%. A Itália ficou na terceira posição, com uma taxa de 11,9%.

O Japão e a Coreia do Sul foram os países com menos população desempregada, com taxas de desemprego de 3,4% e de 3,6%, respetivamente.

Os comentários estão desactivados.