Economia

Vistos Gold: Portugal já ganhou mais de dois mil milhões

Só nos primeiros quatro meses do ano foi captado 313 milhões de euros com este programa.

O programa de autorização de residência (ARI) para actividades de investimento - conhecido por vistos gold - registou um volume de investimento externo em abril de 82 milhões de euros, totalizando 313 milhões nos primeiros quatro meses deste ano. Este número representa uma subida de mais de 45% do que em igual período do ano passado, revela a Confederação Portuguesa da Construção e do Imobiliário (CPCI).

Feitas as contas, desde o arranque do programa, em finais de 2012, este regime de incentivo ao investimento estrangeiro já conseguiu ultrapassar os dois mil milhões de euros.

"São dados animadores e que permitem fundamentar uma expectativa positiva para os próximos meses, que é essencial para estabilizar níveis de confiança e alimentar um vector de crescimento do investimento que se tem traduzido numa grande mais-valia, não só para a construção e imobiliário, mas também para a generalidade da economia, que está a tirar partido do interesse destes investidores no nosso país", diz Reis Campos, presidente da CPCI.

De acordo com o responsável, "este programa é uma demonstração cabal que Portugal tem uma competitividade intrínseca muito elevada, e que é com medidas de incentivo bem delineadas, a promoção da confiança dos investidores e a estabilidade regulamentar e fiscal que se pode atrair mais e melhor investimento, que é precisamente o que mais precisamos para estabilizar, em definitivo, a economia e o emprego", salienta.