Economia

Suíça vai referendar rendimento básico de 2250 euros para todos os cidadãos

A Suíça vai votar em referendo a criação de uma rendimento básico incondicional, depois de uma petição com esta proposta ter reunido mais de 100 mil assinaturas.

A votação terá lugar a 5 de junho. A ideia seria que todas as pessoas do país tivessem um rendimento mínimo garantido que subsitituiria os vários benefícios sociais do país, no âmbito à política de combate à pobreza e aos baixos salários.

Segundo a Bloomberg, os responsáveis pela proposta não definiram um valor para o novo apoio, mas sugeriram 2.500 francos por adulto – cerca de 2250 euros. As crianças receberiam um quarto desse valor.

Os responsáveis pela proposta consideram que os 2.500 francos por mês permitiriam "uma existência decente". Em termos anuais, são 30.000 francos – um valor pouco acima do limiar de pobreza em 2014, de 29.501 francos. Nesse ano, quase um em oito cidadãos estava abaixo dessa linha, de acordo com os dados do gabinete estatístico do país.