Sociedade

Retirada de contentores do Porto de Lisboa feita sob escolta policial

A PSP encontra-se no Porto de Lisboa enquanto os operadores retiram os contentores que estão parados desde o início da greve dos estivadores.

DR  


Segundo a Rádio Renascença, a administração do Porto de Lisboa pediu auxílio às autoridades com receio que os estivadores em greve se opusessem à retirada dos contentores. 

Dezenas de estivadores estão junto à entrada do Porto, com um cordão de agentes da PSP a separá-los dos camiões que entram e saem. Apesar do clima de tensão, não se registaram confrontos entre os estivadores e as autoridades, mas de cada vez que passam camiões ouvem-se gritos de protestos, assobios e até aplausos.

Recorde-se que os operadores do Porto de Lisboa decidiram, esta segunda-feira, avançar com um despedimento coletivo. A decisão surge na sequência da falta de entendimento entre operadores do porto e os estivadores, que estão em greve há mais de trinta dias. 

“Chegamos ao limite. Há mais de um mês que o Porto de Lisboa está completamente parado. Vamos avançar para um despedimento coletivo, porque temos que redimensionar por não termos trabalho”, afirmou Morais Rocha, presidente da Associação de Operadores do Porto de Lisboa (AOPL).

Ainda não se sabe quantos dos 320 estivadores vão ser abrangidos pelo despedimento coletivo, mas a decisão será tomada com base numa análise que será feita “secção a secção”.

Estivadores. Braço de ferro acaba em despedimento coletivo

Os comentários estão desactivados.