Sociedade

Contratos de associação. Interesse de Marcelo é 'interpretação dos representantes dos colégios'

Os representantes do Defesa da Escola Ponto (um dos movimentos contra a cessação dos contratos de associação celebrados entre o Governo e alguns colégios privados) reagiram à notícia publicada hoje no Expresso Diário em que fonte da presidência se “distanciava do comunicado emitido por representantes dos colégios privados”, reiterando que o Presidente se mostrou verdadeiramente interessado em encontrar uma solução para o problema.

O dito comunicado - intitulado “Marcelo afirmou que ‘tem de se encontrar uma solução para o problema’ dos colégios” -, referia-se ao encontro entre Marcelo Rebelo de Sousa e os representantes do movimento que aconteceu ontem no Palácio de Belém. Hoje, a Presidência da República disse ao Expresso que estas declarações “são, obviamente, da exclusiva responsabilidade dos representantes das escolas e da interpretação que fazem da conversa com o Presidente da República”.

A reação dos representantes da Defesa da Escola Ponto não se fez esperar. “Reafirmamos, em absoluto, que as coisas se passaram como as relatámos aos jornalistas”, afirmam os membros da direção do movimento em novo comunicado. “O essencial que retirámos da reunião de ontem é que o Presidente da República é uma pessoa genuinamente interessada nesta matéria”, acrescentam.