Cultura

Fotojornalista português lançou campanha de angariação de fundos para denunciar escravidão infantil

O fotojornalista Mário Cruz lançou uma campanha de angariação de fundos para poder publicar Talibes, Modern Day Slaves, um livro que denuncia a escravidão infantil no Senegal.

Mário Cruz
Mário Cruz
Mário Cruz

Mário Cruz, fotojornalista da Agência Lusa, foi premiado pelo World Press Photo na categoria Assuntos Contemporâneos e pela Estação Imagem com o projecto Talibes, Modern Day Slaves. Um trabalho que, durante cerca de dois meses, o fez deslocar até ao Senegal para testemunhar e denunciar o tráfico e a exploração infantil de crianças que vivem e estudam em escolas corânicas.

O fotojornalista, de 28 anos, aceitou então o desafio de uma organização que premeia e cria publicações de reportagens sobre injustiças sociais e violações dos direitos humanos, a conhecida FotoEvidence, para a criação e publicação de um livro do projecto Talibes, Modern Day Slaves. Mário considera que este documento físico é essencial para a denuncia mundial do problema da escravidão infantil no Senegal.

Para a concretização deste projeto o fotojornalista disse que serão necessários 28 mil dólares, cerca de 25 mil euros, para uma tiragem de mil exemplares, a serem distribuídos a nível mundial.

A partir de 25 dólares (22 euros) é possível contribuir para esta campanha aqui