Economia

Crédito: Conheça os juros que vão ser praticados

Custos de financiamento máximos foram revistos para mínimos históricos.

As instituições financeiras não poderão cobrar mais do que 17,6% de juros nos pagamentos feitos com cartões de crédito ou nas linhas crédito, contas correntes bancárias e facilidades a descoberto, normalmente os tipos de financiamento mais caros do sistema financeiro. Os novos valores foram divulgados pelo Banco de Portugal.

Para os créditos pessoais com finalidade de educação, saúde, energias renováveis e locação financeira de equipamentos, os juros ficam nos mesmos 5,5% do segundo trimestre e nos financiamentos pessoais sem finalidade específica os juros caem 0,4 pontos percentuais rumo aos 14,4% no máximo. 

No que diz respeito ao crédito automóvel, as taxas descem em todas as categorias: passam a ser de 5,6% com locação financeira para veículos novos e de 7,1% para os usados e com reserva de propriedade passam a ser de 10,3% para os novos carros e 12,9% para os usados.