Round2_SOL

Novo presidente do IMT promete baixar tempo médio de espera para 15 minutos

Cartas de condução são a prioridade do Instituto da Mobilidade e dos Transportes para 2017.

O tempo médio de espera para atendimento no Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT) vai diminuir para metade em 2017, prometeu esta quinta-feira o novo presidente do IMT, Eduardo Feio.

"O objetivo para 2017 é a redução do tempo médio de espera para 15 minutos", afirmou Eduardo Feio na apresentação do plano de atividades do organismo, no âmbito da promessa de melhorar a relação com os utentes, que hoje em dia têm de esperar em média mais de 30 minutos para ser atendido.

O responsável do IMT salientou que "a prioridade são as cartas de condução", que até ao final do ano poderão passar a ser revalidadas por via online, uma medida prevista no Simplex +, e que irá retirar metade dos atendimentos .

As cartas de condução vão deixar de ter a morada do condutor (passando a valer a residência constante do cartão do cidadão), o que acabará com o atendimento para fazer alteração de morada.

Em 2015, a revalidação e a alteração de morada das cartas de condução representaram perto de um milhão de atendimentos (78% dos atendimentos relativos a cartas de condução), segundo a informação apresentada durante uma visita do ministro do Planeamento e Infraestruturas, Pedro Marques.