Internacional

Turquia: manifestação LGBT acaba em confrontos com a polícia

Esta manifestação estava inserida na semana LGBT na Turquia

A polícia turca usou gás lacrimogéneo e balas de borracha para dispersar uma manifestação com cerca de 50 membros da comunidade LGBT (Lésbica, Gay, Bissexuais e Transgéneros), em Istambul, avança a agência France Presse.

Centenas de polícias cercaram a Praça Taksim com o objetivo de impedir a realização da manifestação durante o Ramadão. Quando um porta-voz da manifestação se preparava para ler um comunicado aos jornalistas, foi interrompido pelas autoridades, que deu por terminada a manifestação.

Meios de comunicação locais referem que dois manifestantes foram detidos.

Esta manifestação estava inserida na semana LGBT na Turquia. As autoridades já tinham proibido a realização da parada de orgulho gay, agendada para o próximo dia 26, alegando a necessidade de "manter a segurança e a ordem pública". Isto porque, há uma semana, um grupo de ultranacionalistas pediu às autoridades para cancelassem o evento, alertando para as consequências que poderiam surgir caso este pedido não fosse acatado.

Para além dos dois manifestantes, a polícia deteve hoje 12 manifestantes contra a comunidade LGBT.