Economia

Ex-CEO da Volkswagen investigado por manipulação de mercado

Responsável está a ser investigado por alegadamente ter adiado a divulgação do impacto das falhas das emissões de gás poluentes.

AP  

O procurador alemão lançou uma investigação contra o antigo presidente executivo (CEO) da fabricante automóvel Volkswagen, Martin Winterkorn e a outro ex-administrador sénior da empresa, que não foi identificado.

Os dois responsáveis estão a ser investigados por alegadamente terem adiado a divulgação do impacto das falhas das emissões de gás poluentes dos carros da marca alemã.

De acordo com o ministério público alemão, a nova investigação será focada em "sinais reais suficientes" que o dever da Volkswagen de divulgar o possível impacto financeiro das manipulações de gás poderá ter surgido antes de 22 de setembro do ano passado, ou seja, data em que a fabricante alemã realmente admitiu em público os seus erros e manipulação dos sistemas de controlo de gases poluentes em alguns modelos.

Segundo o mesmo, o atual presidente da Volkswagen, Hans Dieter Poetsch, que era administrador financeiro (CFO) da fabricante na altura, não está a ser investigado.