Internacional

"Acredito que os britânicos falaram pela democracia", diz Boris Johnson

O ex-presidente da câmara de Londres diz que não é preciso “apressar” a separação de Bruxelas.

Quem sempre defendeu o Brexit, como o ex-presidente da Câmara de Londres, Boris Johnson, só podia estar contente com o resultado escolhido pelos britânicos. 

"A União Europeia foi uma ideia nobre na sua época, mas já não é mais adequada para este país", disse Jonhson. "Temos agora uma oportunidade gloriosa de aprovar as nossas leis e os nossos impostos de acordo com as necessidades do Reino Unido", disse ainda.

Ainda assim, Johnson não tem pressa em separar o país de Bruxelas. "Não é preciso apressar a saída da União Europeia", disse. "Não viramos as costas à Europa mas não nos faz falta pertencer à União Europeia", acrescentou. Contudo, já é sabido que a União Europeia pretende acelerar a saída. 

"Ontem acredito que os britânicos falaram pela democracia", disse, pedindo que a decisão não gere "ódio".