Economia

Venezuela: Companhia aérea do México suspende voos

A transportadora aérea Aeroméxico veio juntar-se a outras três que já suspenderam as ligações para a Venezuela por causa da crise económica que o país atravessa.

A companhia suspendeu todos os voos entre o México e a Venezuela e em comunicado explica que “a companhia lamenta esta decisão, mas tal como várias operadoras aéreas internacionais, tem sido afetada pela deterioração financeira que se tem vindo a registar nos últimos meses”.

Também a Lufthansa, a Latam e a Alitália anunciaram recentemente que os voos para Caracas estão suspensos. Em causa estão as dificuldades para repatriar capitais gerados pelas vendas.

Crise sem fim à vista

A Venezuela vive um dos piores momentos na história recente. Há até quem acredite que o país está perante um abismo difícil de ser contornado, que tem afetado cada vez mais os portugueses que viram neste destino uma possibilidade de mudar de vida. Com os supermercados vazios, cortes na eletricidade que duram várias horas e longas filas de racionamento, muitos são os portugueses que fogem da grave crise económica que o país atravessa.

No final do mês passado, os números oficiais mostravam que existem atualmente cerca de 400 mil portugueses na Venezuela, dados que não contam com filhos e netos que fazem com que a comunidade lusa possa chegar perto de um milhão de pessoas. Sem conseguirem acreditar numa melhoria no futuro, muitos já deixaram o país e outros começaram a fazer planos para seguir o mesmo caminho. Colômbia, Panamá, Estados Unidos, Portugal e Espanha são os países que os empresários começam a procurar como alternativa a uma vida que deixaram de ter na Venezuela.