Sociedade

Mais de 30 portugueses foram vítimas de homicídio no estrangeiro

Os dados são da Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV).


Os dados divulgados esta terça-feira pela APAV indicam que 32 portugueses foram mortos no estrangeiro, em 2015.

Os dados foram recolhidos pelo Observatório de Imprensa de Crimes de Homicídio em Portugal e de Portugueses no Estrangeiro.

Dos 32 portugueses assassinados, o documento revela que 7 portugueses foram mortos no Brasil e 6 na Venezuela. Segue-se a Suiça, Angola, EUA e Espanha com um registo de três casos de homicídio.

Com dois casos de homicídio estão países como França e Moçambique. Com um caso de portugueses mortos a lista encerra com os países da África do Sul, Itália e Tunísia.

Os 32 casos aconteceram em registos diferentes. Segundo o mesmo documento 19 ocorreram em local público, 9 na residência da vítima, 2 no local de trabalho, 1 no automóvel e outro na residência do homicida.