Sociedade

Mãe que terá matado recém-nascido fica em prisão preventiva

Mulher está indiciada pela prática dos crimes de homicídio e profanação de cadáver

O Ministério Público decidiu colocar a mulher suspeita de ter assassinado o filho recém-nascido em prisão preventiva.

A mãe, de 23 anos, está indiciada pela prática dos crimes de homicídio e profanação de cadáver.

"O Ministério Público promoveu a aplicação da medida de coação de prisão preventiva, com fundamento no perigo de perturbação da ordem e tranquilidade públicas, visando prevenir manifestações de justiça popular e, consequentemente, a ofensa da integridade física e mesmo da vida da arguida", adiantou o Ministério Público em comunicado, citado pela Lusa.

Posição que foi aceite pelo Juiz de Instrução Criminal, que colocou a mulher em prisão preventiva.

Recorde-se que o corpo do bebé foi encontrado no passado sábado, num local ermo em Santarém. A mulher acabou por ser identificada e detida pela Polícia Judiciária no início da semana. A investigação apurou ainda que a mãe terá provocado a morte ao filho recém-nascido após o parto.