Economia

BCP e Santander estão fora da corrida pelo Novo Banco

Prazo para a apresentação de propostas  terminou às 17 horas

O BCP e o Santander não apresentaram propostas para comprar o Novo Banco, avançou o Expresso. O prazo destinado a investidores estratégicos, ou seja, bancos, seguradoras e private equities com participações qualificadas em instituições financeiras terminava, esta quinta-feira, às 17 horas.

O presidente do BCP, Nuno Amado, já tinha sinalizado esta semana que a data “não era ideal”, sobretudo depois do resultado do referendo no Reino Unido e os seus efeitos colaterais nos mercados que voltam a atingir a banca. Ainda segundo o Expresso, o BCP terá escrito uma carta a manifestar abertura para voltar a olhar para o processo em determinadas situações.

Ainda hoje, o Banco de Portugal deverá comunicar quantas propostas pelo Novo Banco foram recebidas.

Recorde-se que, tinha sido avançado que haveria seis interessados ao banco liderado por Stock da Cunha. Três fundos de investimento estrangeiros e três bancos a estudar a informação confidencial para avançar com uma proposta.

Ao que tudo indica, a venda da instituição financeira deverá implicar fortes perdas para o Fundo de Resolução. O valor do banco irá depender da quantidade de ativos de risco que tenha em balanço. Mas o valor será muito abaixo dos 4,9 mil milhões injetados em 2014.