Desporto

Euro2016: Portugal nas meias-finais

Depois de um empate nos 90 minutos e no prolongamento (1-1) o jogo com a Polónia decidiu-se nos penáltis. Aí, Rui Partício defendeu a quarta grande penalidade e Quaresma não desperdiçou a oportunidade. É a sétima meia-final da história.

Portugal derrotou a Polónia nos penáltis 5-4, depois de um empate 1-1 no prolongamento e assegurou um lugar nas meias-finais.

Penaltis
1-0 por Ronaldo
1-1 por Lewandowski
2-1 por Renato Sanches
2-2 por Milik
3-2 por João Moutinho
3-3 por Glik
4-3 por Nani
4-3 falhou Blaszczykowski
5-3 por Quaresma
 

Rui Patrício fez uma excelente defesa ao remate colocado de Blaszczykowski e deixou Portugal nas meias-finais à espera do vencedor do jogo País de Gales-Bélgica.

A seleção portuguesa está nas meias-finais de uma grande competição pela sétima vez e quinta num Europeu, competição em que só falhou esta fase uma vez nas últimas cinco edições, em 2008.

Portugal e Polónia não marcaram golos no prolongamento, depois de um empate 1-1 nos 90 minutos regulamentares, e foram a penáltis.

Marcaram primeiro os polacos logo aos 3 minutos por Lewandowski, mas Portugal empatou ainda antes do intervalo por Renato Sanches.

Depois do empate inaugural com a Islândia 1-1, Portugal repetiu sempre este resultado com a Áustria (0-0) e Hungria (3-3) na fase de grupos. Nos oitavos-de-final não foi diferente: com a Croácia (0-0 nos 90 minutos) só a 3 minutos do fim é que Quaresma qualificou os portugueses para os quartos-de-final.

O que quer dizer que nesta edição do Euro a equipa de Santos só esteve em vantagem 32 minutos. Foi contra a Islândia - marcou aos 31 minutos e sofreu o empate aos 50'. E nos três minutos que restaram da partida com a Croácia.