Internacional

Hungria realiza referendo sobre refugiados em outubro

O governo atual opõe-se ao plano de recolocação de refugiados

AP  

A Hungria vai realizar um referendo no dia 2 de outubro – o objetivo é o povo decidir se o país deve aceitar ou não as quotas estabelecidas pela União Europeia no que diz respeito à recolocação de migrantes, revelou o presidente János Áder.

O governo atual opõe-se ao plano de recolocação de mais 120 mil refugiados, medida anunciada numa altura em que a Europa lida com a pior crise migratória desde a Segunda Guerra Mundial.

"Querem que a União Europeia decrete uma relocalização obrigatória de cidadãos não-húngaros na Hungria sem a aprovação do parlamento húngaro?" é a pergunta que será feita no referendo.

Recorde-se que a Hungria ergueu uma vedação na fronteira com a Sérvia e criminalizou a entrada ilegal no país.