Desporto

Mão pesada da UEFA para o miúdo que quis abraçar Ronaldo

A UEFA não gostou da atitude carinhosa do fã com o seu ídolo e decidiu castigá-lo. Com mão pesada.

AP  

O adepto suíço que tentou abraçar Cristiano Ronaldo no decorrer do prolongamento do jogo entre Portugal e Polónia, nos quartos-de-final do Euro, foi multado em 500 euros e proibido de voltar a França.

Shamshir Karimi, um suíço de origem iraquiana, de 22 anos, invadiu o relvado aos 110 minutos do jogo, num gesto motivado pelo facto de o internacional português ser o seu ídolo, como justificou em tribunal.

O incidente teve lugar no Estádio Vélodrome, em Marselha, num jogo em que Portugal acabaria por vencer a Polónia já no desempate por grandes penalidades (5-4), depois da igualdade 1-1 registada no final do tempo regulamentar e do prolongamento.

Karimi, que não poderá regressar a França durante um mês, foi intercetado já em pleno relvado pelos assistentes de segurança.

Foi a segunda vez no Euro2016 que um adepto invadiu o relvado para se aproximar de Cristiano Ronaldo, depois de o mesmo ter acontecido no final do Áustria-Portugal, com um adepto a conseguir mesmo tirar uma fotografia com o jogador.

Uma situação que levou a UEFA a multara a Federação Portuguesa de Futebol e a abrir igualmente um processo disciplinar por invasão de campo, algo que será analisado a 21 de junho, na reunião da Comissão de Ética, Controlo e Disciplina.