RecycleBin

Esquerda critica ida de Durão Barroso para a Goldman Sachs

Ex-presidente da Comissão Europeia vai trabalhar para a Goldman Sachs. Deputados do BE consideram que é uma vergonha


A esquerda critica duramente a ida do ex-primeiro-ministro Durão Barroso para a Goldman Sachs.

“Em vez de responder pelo crime da guerra do Iraque, Barroso recicla-se no gangsterismo financeiro global”, escreve Jorge Costa, deputado do Bloco de Esquerda, na sua página do facebook.

A eurodeputada Marisa Matias considera “uma vergonha” a nomeação do ex-presidente da Comissão Europeia para o banco de investimento. “Parece imprensa falsa, mas não é. Durão Barroso acaba de ser nomeado Presidente da Goldman Sachs. Qual é a parte que não percebem? Que gosto pérfido é este de gozarem com a nossa cara? Tudo à volta em colapso e continuam a fazer isto? Vergonha!!!”, afirma, nas redes sociais, Marisa Matias.

O deputado do BE José Soeiro considera que Durão Barroso está a ser recompensado pelos serviços prestados. “Palavras para quê? É um sabujo português”, afirma Soeiro.

A nomeação do ex-presidente da Comissão Europeia é também criticada por Catarina Martins. “A natureza da governação europeia explicada num movimento: Durão Barroso vai ser "chairman" do grupo Goldman Sachs”, escreve, na sua página do facebook, a coordenadora do Bloco de Esquerda.