LifeStyle

Barras Kinder podem ter agentes cancerígenos

A Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos descreveu como tóxicos os hidrocarbonetos aromáticos derivados de óleos minerais presentes nestes chocolates.

DR  


As barras de chocolate Kinder podem ter “prováveis agentes cancerígenos”, revela a organização não-governamental alemã Foodwatch.

A Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos descreveu como tóxicos os hidrocarbonetos aromáticos derivados de óleos minerais presentes nestes chocolates.

Segundo esta organização, a presença deste componente deve-se a uma possível contaminação vinda das embalagens dos produtos.

A Ferrero, marca que detém a Kinder, disse ao Le Parisien que este é um assunto complexo e que é necessária uma consulta europeia. “Os vestígios de óleo mineral existe em quase todo o ambiente e pode ser transferido para alimentação de muitas maneiras diferentes”, refere o comunicado.