Economia

Mais de 100 imóveis do Novo Banco em leilão

É possível obter descontos entre 30 a 50% em relação ao do valor de mercado.

A consultora imobiliária Euro Estates irá promover nos próximos dias 16 e 17 de julho, dois leilões com cerca de 106 imóveis de norte a sul detidos pelo Novo Banco. Os eventos estão marcados para Lisboa e no Porto.

Os valores de saída vão desde os 17 mil até aos 155 mil euros. Já em termos de preços é possível obter descontos entre 30 a 50% em relação ao do valor de mercado. As tipologias vão desde apartamentos T1 a T5 até moradias.

O valor do sinal do contrato de promessa que é exigido é de 1500 euros.

Como funcionam os leilões

Avaliar o estado, os acessos e a zona envolvente do apartamento são alguns dos factores a ter em conta. Mesmo que, aparentemente, os imóveis em mau estado representem um bom negócio, será sempre necessário calcular o custo total das obras e o seu impacto no valor final. Embora o prédio, a moradia ou o apartamento possam ser arrematados sem que o comprador o tenha visto, o risco fica sempre por conta do comprador.

Fazer uma pesquisa de mercado para obter os preços das habitações que estão à venda nas redondezas será outro cuidado a ter. Conhecer os valores praticados nas áreas envolventes será mais um trunfo para se conseguir um bom negócio. A estratégia de compra com recurso a crédito implica também falar com vários bancos antes do dia do evento. E convém sempre contabilizar as despesas de sinal, obras, registos e escritura.

Os que estão interessados em adquirir imóveis que vão a leilão não podem esquecer-se também de estipular o valor máximo pelo qual estão dispostos a licitar. Segundo os especialistas, os leilões têm uma carga emocional muito grande, pelo que é fácil perder a noção do preço da casa.