Cultura

Coleção de arte de Bowie vai a leilão

Músico britânico chegou a confessar que comprava arte de forma «obsessiva».

A leiloeira londrina Sotheby’s anunciou esta semana que vai proceder, em novembro, à venda da coleção de arte do músico britânico David Bowie, falecido a 10 de janeiro deste ano. Com formação em artes e design, Bowie tinha muitos contactos com artistas contemporâneos (encontrou-se com Andy Warhol várias vezes, por exemplo) e chegou a confessar que comprava arte de forma «obsessiva e aditiva».

No total, serão cerca de 400 os objetos leiloados, devendo superar os 12 milhões de euros. A obra mais valiosa da coleção é uma pintura de Jean-Michel Basquiat, destacando-se também obras de artistas como Damien Hirst, Frank Auerbach, Henry Moore e o designer italiano Ettore Sotsass (o autor da famosa máquina de escrever Olivetti Valentine). Antes da venda, as obras-primas da coleção farão um tour por Los Angeles, Nova Iorque e Hong Kong.