Vida

Afinal, Kim Kardashian cometeu ou não um crime?

A Internet não pára de falar sobre este assunto

A saga entre Taylor Swift, Kanye West e Kim Kardashian continua. Agora, os utilizadores das redes sociais querem saber se a socialite pode ou não ser acusada de um crime.

Recorde-se que Kim Kardashian divulgou na Internet a chamada entre Kanye West e Taylor Swift, na qual o seu marido pedia autorização à cantora para usar o seu nome na música ‘Famous’.

“I feel like me and Taylor might still have sex. Why? I made that bitch famous” é a letra da música em causa. Na altura, Taylor Swift afirmou que não tinha dado autorização para que o seu nome fosse usado nestes termos. Como resposta, Kim Kardashian divulgou o vídeo que, segundo a socialite, prova exatamente o contrário.

Agora, a Internet coloca uma nova questão: a gravação da chamada é legal? Segundo o site TMZ, o advogado de Taylo Swift chegou mesmo a ameaçar o casal com um processo em tribunal.

No entanto, as coisas não são assim tão simples: de acordo com a lei do estado da Califórnia, se alguém grava uma “comunicação confidencial” sem que ambas as partes tenham conhecimento disso, esta ação é um crime. Mas as “comunicações confidenciais” não incluem conversas “que possam ser escutadas” por outras pessoas presentes.

Ora, segundo o site TMZ, Taylor Swift sabia que a sua conversa com Kanye West estava a ser ouvida por outras pessoas. O mesmo site, que ouviu a gravação completa, refere que o final da conversa com Kanye foi feito com o telefone em alta voz, altura em que membros da equipa do rapper, incluindo o seu produtor, falam várias vezes. Por isso, segundo o TMZ, Kim Kardashian, a autora da gravação, não cometeu qualquer crime.