Sociedade

Praça CR7 no Funchal tem problemas de saneamento

Local vai encerrar entre as 2 e as 8 da manhã.

O conselho de administração das Sociedades de Desenvolvimento da Madeira informou oficialmente que foi decidido encerrar a praça CR7 (antiga Praça do Mar) e a zona adjacente, no Funchal, entre as 2 e as 8 da manhã.

“Esta decisão foi acordada entre o Governo Regional e todos os concessionários dos espaços comerciais e não prejudica absolutamente ninguém”, afirma a entidade, que tutela aquele espaço, num comunicado assinado pela presidente, Conceição Andrade.

As notícias sobre o eventual encerramento desta área – agora com o nome do futebolista Cristiano Ronaldo - têm gerado alguma polémica na região, tendo o grupo parlamentar do Bloco de Esquerda (BE) na Assembleia Legislativa da Madeira colocado a possibilidade de interpor uma providência cautelar para impedir a medida.

Conceição Andrade disse à agência Lusa que a praça estará encerrada naquele período “a partir da próxima semana”.

A Sociedades de Desenvolvimento alega que esta decisão foi tomada “por razões sanitárias, de segurança e a frequentes atos de vandalismo”, acrescentando que “esse encerramento em nada prejudica o usufruto livre desse espaço público por parte dos cidadãos e turistas”.

A administração recorda que “aquando do encerramento do Parque de Santa Catarina [no Funchal], há largos anos, idêntica polémica foi suscitada, mas que se veio a revelar sem qualquer fundamento”.

Além disso, considera que a medida “constitui uma mais-valia para a preservação do espaço público e para uma considerável melhoria das suas condições sanitárias”.

O gradeamento para fechar a praça onde foi criado, no Funchal, o hotel Pestana CR7 e está o museu do internacional Cristiano Ronaldo, futebolista internacional nascido na ilha da Madeira, já foi colocado.